CONTAGEM REGRESSIVA

"... sabemos que a arte de nosso tempo, ela própria, no que tem de mais ousado, se coloca no horizonte do precário, desprezando o conforto das formas fixas e a tutela sereníssima do eterno." (Haroldo de Campos, na introdução do livro Pequena Estética, de Max Bense)


CUMPLICIDADE

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

CLARO!!!




2 comentários:

Cosmunicando disse...

mas claro!!!
rsrsrs... achei demais... isso dá camiseta, cartaz de passeata, o diabo.
queria que o chomsky visse: ele ia abrir aquele sorrisão (discreto, ponderado, pacato como ele só) e diria: so, rubens, I'love this!

sandra camurça disse...

Maravilha! Muito bom!