CONTAGEM REGRESSIVA

"... sabemos que a arte de nosso tempo, ela própria, no que tem de mais ousado, se coloca no horizonte do precário, desprezando o conforto das formas fixas e a tutela sereníssima do eterno." (Haroldo de Campos, na introdução do livro Pequena Estética, de Max Bense)


CUMPLICIDADE

sábado, 17 de novembro de 2012

ÉCRAN

Dedicado ao Nirton Venâncio


3 comentários:

Cosmunicando disse...

merecida dedicatória a este amigo apaixonado pela sétima arte... viva o Nirtão!
o teu poema é toda a magia da telona, aqui na telinha.
beijo

RUBENS GUILHERME PESENTI disse...

sim, Mê, e uma grande honra pra gente tê-lo como sócio na Rebosteio desde as primeiras horas.
Beijos.

Renata (impermeável a) disse...

medo....