CONTAGEM REGRESSIVA

"... sabemos que a arte de nosso tempo, ela própria, no que tem de mais ousado, se coloca no horizonte do precário, desprezando o conforto das formas fixas e a tutela sereníssima do eterno." (Haroldo de Campos, na introdução do livro Pequena Estética, de Max Bense)


CUMPLICIDADE

domingo, 26 de fevereiro de 2012

CRIATURAS




2 comentários:

MIRZE disse...

De todas as criaturas que criaste, a que mais gostei foi "ESPÍRITOS".

Bravo, poeta!

Beijos

Mirze

RUBENS GUILHERME PESENTI disse...

meus espíritos são mais concretos... rs rs rs...
beijão, Mirze!