CONTAGEM REGRESSIVA

"... sabemos que a arte de nosso tempo, ela própria, no que tem de mais ousado, se coloca no horizonte do precário, desprezando o conforto das formas fixas e a tutela sereníssima do eterno." (Haroldo de Campos, na introdução do livro Pequena Estética, de Max Bense)


CUMPLICIDADE

sábado, 4 de abril de 2009

UM LANCE MALLARMÁGICO




9 comentários:

Vera disse...

TEM DADO???

Beijos.

Jac. disse...

Com os dados vc faz uma construção.
Imagem e palavra.
E Mallarmé queria assim os seus poemas...como se fora uma espécie de arquitetura!!

Rubens, à maneira de Mallarmé!!

Abraço carinhoso.

Cosmunicando disse...

mágica a construção e a sutileza 'rubeniana' no seu melhor =)

beleza poder ver as novidades!

beijão

fernando cisco zappa disse...

tem dado
muito
em
pi
nado

Cosmunicando disse...

kkkkkkk... tô rindo do coment do zappa!

RUBENS GUILHERME PESENTI disse...

vera, meu amor, pra você tudo!
beijão.

RUBENS GUILHERME PESENTI disse...

abraço, jac.
obrigado pelo carinho dado às minhas construções.

beijos.

RUBENS GUILHERME PESENTI disse...

oi, mê, presença constante e necessária.
beijão.

RUBENS GUILHERME PESENTI disse...

boa, zappa... rs rs rs... e vou empinando o que se tem dado.
abraço