CONTAGEM REGRESSIVA

"... sabemos que a arte de nosso tempo, ela própria, no que tem de mais ousado, se coloca no horizonte do precário, desprezando o conforto das formas fixas e a tutela sereníssima do eterno." (Haroldo de Campos, na introdução do livro Pequena Estética, de Max Bense)


CUMPLICIDADE

quinta-feira, 5 de março de 2009

MOVIVENTO




17 comentários:

Cosmunicando disse...

uaaahhhhhhhhhh...

(tem freio? rsrs)

RUBENS GUILHERME PESENTI disse...

só pros reacionários, mê... só pros reacionários!
beijos

Carmem Salazar disse...

noagirgirandogerandovidatambémtemira

Maíra disse...

Sabe quando criança gira só pra ter o prazer da tontura?

beijos, pai

Moacy Cirne disse...

Excdelente. Vai pro P/P.
Um abraço.

Mirse disse...

Maravilhoso, Rubens!!!!
Estou em dúvida em qual vou girar e acertar para postar no meu blog!
Parabéns, amigo-poeta-artista!

Abração

Mirze

RUBENS GUILHERME PESENTI disse...

carmem, é isso... a vida é uma viagem e não uma vagem.
beijão.

RUBENS GUILHERME PESENTI disse...

filha, é o prazer e a alegria dessa infância.
beijudos.

RUBENS GUILHERME PESENTI disse...

moacy, obrigado mais uma vez e sempre.
super abraço.

RUBENS GUILHERME PESENTI disse...

mirze, minha amiga, você tem tido um carinho muito grande pelas coisas que faço. fico feliz que te agrade.
beijo e abraço carinhosos.

fernando cisco zappa disse...

síntese:

um tales diz que tudo é água
uma gertrude que a rosa é uma rosa
e
aqui
tudo gira

alguns giram até a infância, né maíra?

outros no capital
outros na capital

e
o poeta
simples
age
em sua complexa
roda de girar
poemas


evoé!

RUBENS GUILHERME PESENTI disse...

evoé,
poetairmano
vamos
mantendo
esse
cata
vento
de idéias
e ações
em
moto
contínuo

abraços.

Ariane Rodrigues disse...

Brincas com a natureza...
das palavras...

Jac. disse...

E como gira!!!
Que velocidade!

Gosto sempre!
Da poesia que é palavra
e dança...
E da imagem que é poesia
e fala...

Abraço.

RUBENS GUILHERME PESENTI disse...

ariane, temos que coletivizar essa brincriação.
beijo.

RUBENS GUILHERME PESENTI disse...

jac., o agir no prazer e alegria tem que ser um moto perpétuo.
a poesia é um dos nossos caminhos.
abraços

Rodrigo M. Freire disse...

gira agir.
faltou uma gari?
estou generoso,
vc sempre foi mediocre.
eram meus olhos? vagabundo!